Fim do Megaupload: Pirataria ou Conspiração ?

No dia 19 de janeiro o FBI derrubou os servidores do Megaupload e decretou a prisão de seu fundador Kim Dotcom, então a justiça dos EUA encerraram o site por violação de direitos autorais e lavagem de dinheiro, mas seriam essas as principais causas ? ou seria algo maior ? acompanhem abaixo o artigo que está no site da Whiplash(varios outros sites estão comentando o mesmo assunto), de uma possivel teoria sobre a "morte" do Megaupload.
Essa teoria resulta de um artigo publicado em 2011, que detalhava alguns serviços ainda não lançados pelo Megaupload, incluindo uma loja de música, chamada Megabox, e um serviço de distribuição de músicas que romperia definitivamente os laços que ligavam os artistas à indústria do entretenimento. Isso foi relatado pela primeira vez no início de dezembro pelo site TorrentFreak, quando o Megabox ainda estava em estágio beta, mas já com apoio de parceiros como 7digital, Gracenote, Rovi e Amazon. O Megaupload lançou um vídeo anti-pirataria estrelado por seu dono e apoiado por artistas consagrados, enquanto travava uma batalha com associações estados unidenses de proteção de direitos autorais, tais como a RIAA e a MPAA. Também havia acabado de processar a Universal Music Group por bloquear injustamente a campanha lançada no Youtube pelo Megaupload. Portanto, o lançamento do Megabox pode ter sido apenas a gota d'agua. Dotcom descrevia o Megabox como a arma do Megaupload para concorrer com o iTunes, e que eventualmente poderia oferecer filmes premium gratuitos através do Megamovie, um site que seria lançado pelo grupo em 2012. Este serviço transformaria o Megaupload, que deixaria de ser um mero local para armazenamento de conteúdo digital para tornar-se um concorrente de respeito, capaz de ameaçar toda a indústria do entretenimento. O Megabox trabalharia com artistas sem contrato com gravadoras ou estúdios, permitindo que qualquer um pudesse comercializar suas próprias criações, ao mesmo tempo em que oferecia a eles 90% dos ganhos. Os artistas poderiam até mesmo optar por oferecer seus trabalhos gratuitamente e, neste caso, seriam pagos através de um serviço chamado Megakey. "Sim, é isso mesmo, vamos pagar os artistas, mesmo pelos downloads gratuitos. O modelo de negócios do Megakey foi testado com mais de um milhão de usuários e funciona", disse Kim Dotcom ao TorrentFreak, em dezembro. O Megabox faria isso ignorando as gravadoras, a RIAA e toda a indústria musical estabelecida. O Megaupload era provavelmente grande o suficiente para sair vitorioso. Antes de seu fechamento, foi estimado como o 13º site mais visitado do mundo, respondendo por 4% de todo o tráfego da internet, em todo o planeta. Possuia 180 milhões de usuários registrados, e mais de 50 milhões de pessoas utilizavam seus serviços diariamente. Além disso, era um serviço aparentemente confiável para os artistas distribuirem seus trabalhos. O Megabox teria sua popularidade monetizada, repassando a maior parte dos lucros para os artistas. "Você pode esperar vários anúncios do Megabox no próximo ano, incluindo acordos de exclusividade com os artistas, que estão ansiosos para se afastarem de modelos ultrapassados de negócios", disse Dotcom no ano passado. Mas isso provavelmente não vai acontecer. Kim Dotcom e vários outros executivos do Megaupload estão agora aguardando julgamento por acusações diversas, incluindo extorsão, lavagem de dinheiro e várias acusações de pirataria. Parece que, como Icarus, voaram muito perto do sol. Eles simplesmente tentaram bater de frente com toda a indústria do entretenimento, assumindo seus negócios com uma proposta inovadora e vantajosa para os artistas. Agora estão na cadeia! Fonte: http://whiplash.net/materias/news_843/146650.html

Yousei Teikiku

Achei no Youtube e achei bem interessante, banda gótica japonesa, seus integrantes são Yui (vocalista e fundadora do grupo), Takaha Tachibana (guitarrista, tecladista, compositor e outro fundador do grupo), Nanami (baixista) e Relo (bateirista), a banda existe desde 1997, e tem 10 albuns de estudio, o ultimo lançado em 2010 entitulado de "Gothic Lolita Agitator"

Kabul Dreams




Estava vagando pelo Youtube quando vi essa banda de indie rock do Afeganistão (isso mesmo), o nome da banda é Kabul Dreams, os 3 integrantes da banda viveram fora do Afeganistão na Era Talibã, depois da queda da mesma eles retornaram ao país, em 2010 lançaram o seu primeiro album, pois é, o rock atravessando fronteiras.


site oficial: http://kabuldreams.com/

Aqui foi a primeira postagem de 2012, como haviamos declarado antes, nossa nova proposta de divulgar bandas novas, ou desconhecidas porém interessantes, e claro as classicas também, e quiser fazer alguma indicação, fiquem à vontade o/
 
P.R.O.J.E.T.O. SOCIEDADE UNDERGROUND © 2011 | Designer by Duuh WebDesigner